Susana Luísa Rodrigues Nascimento Prada
Secretária Regional do Ambiente e Recursos Naturais


A Região Autónoma da Madeira, região insular de origem vulcânica, devido às suas caraterísticas e especificidades, possui uma particular vulnerabilidade aos impactes das alterações climáticas, nomeadamente ao aquecimento global e diminuição da precipitação, à elevação do nível do mar e eventos climáticos extremos.

Neste cenário, a estratégia passará, indubitavelmente, por adotar medidas que permitam a adaptação, respondendo a um imperativo global, mas com concretização à escala local.

Assim, face à relevância do tema das Alterações Climáticas e à importância de adotar uma atitude proativa, foi elaborada a Estratégia Regional de Adaptação às Alterações Climáticas, Estratégia CLIMA-Madeira.

A Estratégia CLIMA-Madeira, que integra o conhecimento sobre a influência do clima com vários setores - Agricultura e Florestas, Biodiversidade, Energia, Recursos Hídricos, Riscos Hidrogeomorfológicos, Saúde Humana e Turismo - define uma abordagem integrada enunciando medidas orientadoras que permitem a adaptação da Região às alterações climáticas, com a redução da sua vulnerabilidade aos impactes das mesmas.

Reitero que considero particularmente importante que se sustentem as medidas governativas na investigação e no conhecimento científico, colocando-o ao serviço da coisa pública, em benefício de todos.

A Estratégia CLIMA-Madeira constitui-se como uma ferramenta fundamental para responder e apoiar as políticas do Governo que exijam um enquadramento para responder de forma concertada e célere aos impactes decorrentes das alterações climáticas.